quinta-feira, 2 de julho de 2009

Doutrina atualíssima, no mundo moderno

Num mundo que se afastou de Deus por ignorância, movido pelas paixões ou por opção firme e decidida pelo mal (malícia certa), a pergunta do consulente levantou uma questão que vai muito além do interesse pessoal dele pela matéria. E nos proporcionou a ocasião de reavivar a noção de pecado; a qual, como dizia Pio XII, o mundo havia perdido já em seu pontificado.

Ora, a mensagem de Nossa Senhora em 1917, era precisamente um alerta para essa perda da noção de pecado, com a advertência de que, se os homens não se emendassem, grandes castigos se abateriam sobre a humanidade.

Ninguém ousará dizer que, de lá para cá, a situação melhorou. Muito pelo contrário. Mas não é próprio da Providência desalentar os homens em nenhuma circunstância.

Por isso, sobre as nuvens tenebrosas que pairam sobre o mundo, brilha uma luz mais brilhante que o sol: a promessa de Nossa Senhora de que, após convulsões de porte universal, haverá um grande retorno da humanidade às vias sagradas da civilização cristã e à instauração do Reino do Imaculado Coração de Maria!

A humanidade entoará um grande hino de louvor ao Divino Espírito Santo, que abafará o rugido, já então evanescente, das atuais blasfêmias contra o mesmo Espírito Santo. Assim esperamos. Assim seja.

Fonte: Catolicismo

Nenhum comentário: