sábado, 24 de outubro de 2009

Santa Teresinha aos 8 anos


Felizmente a fotografia já estava inventada em dias de Santa Teresinha, pelo que conservamos o retrato autêntico da grande Santinha: singularmente bela, de traços regulares, olhar luminoso e vasto.

Essa é a foto dela aos 8 anos.

Eis aí uma verdadeira menina, pura, filha de uma família católica, que tem em si toda a pureza, toda a candura de uma vida de família católica, aquela delicadeza virginal que a vida de família católica comunica especialmente a uma menina.

Percebe-se que essa espontaneidade que há nela é presidida por uma certa regra, mediante a qual ela nunca faz aquilo que não deve. Ela não tem o hábito de pecar.

Ela não está nem um pouco sorridente, mas há um sorriso indefinível em seus lábios. Há qualquer coisa nela que sorri, sem que se possa propriamente dizer que ela esteja sorrindo. É sobretudo nos olhos que reside o seu sorriso.

Concentrando-se a atenção nos olhos, acaba-se percebendo que há nesse olhar um firmamento, um mundo de reflexões que se iníciam.

Para quem esse olhar está mirando? Ele não olha nada definidamente. Mira um ponto vago, indefinido, mas com uma espécie de enlevo, de consideração, de contemplação enlevada, afetuosa, respeitosa. Em última análise, é o olhar próprio de um espírito possantemente contemplativo.

Santo Agostinho disse de si, nas Confissões, na época de sua infância: “Tão pequeno menino eu era, e já tão grande pecador”. Dela poder-se-ia dizer: “Tão pequena menina era, e já tão grande santa”.

Quando ela começou a escrever, por obediência, seus Manuscritos Autobiográficos, deteve-se sobretudo em sua infância, e pouco em sua vida no convento. Só mais tarde, para atender à solicitação de sua Priora, é que se ocupou mais de sua vida de freira. A infância, para ela, foi tudo. Por quê? Porque foi uma infância profundamente consciente, meditada e raciocinada.

Aqui está Santa Teresinha do Menino Jesus, com todo seu tesouro de meditação, que pode existir numa alma de criança, e que ela conservou até o sumo de sua maturidade. É preciso ver bem: viveu a infância fiel a si mesma, e continuou a ser ela mesma até o apogeu de sua maturidade.

9 comentários:

Adércio disse...

verdadeiramente já desde pequena nota-se um brilho uma maneira de ser Especial lógicamente seria Santa.

Anônimo disse...

Santa Teresinha,desde cedo já Santa.Linda e generosa...

Anônimo disse...

Com ese rostinho angelical, somente poderia tornar-se nossa advogada junto a Deus nosso Senhor. Que o Senhor Jesus, a quem sempre amou e durante o curto período de sua estada entre nós, nos ensinou a amar, a abençoe sempre, para que possa sempre interceder por todos aqueles que rogam a sua proteção e são atendidos como eu já fui.

amém.

Hosana disse...

que lindo,amei o tópico sobre Santa Teresinha e a sua história linda de amor generoso contemplado nos seus olhos também!!!
Seus reluzia luz e felicidade de uma memina ,de uma criança feliz! =)Eu realmente AMEI o tópico!
Que ela esteja intercendendo por todos nós aqui no mundo e no Rio de Janeiro que precisamos muito dela. E agradecer por tudo que Deus e deu de bom!
Amém

Hosana disse...

que lindo,amei o tópico sobre Santa Teresinha e a sua história linda de amor generoso contemplado nos seus olhos também!!!
Seus olhos reluziam luz e felicidade de uma memina ,de uma criança feliz! =)Eu realmente AMEI o tópico!
Que ela esteja intercendendo por todos nós aqui no mundo e no Rio de Janeiro que precisamos muito dela. E agradecer por tudo que Deus mw deu de bom!
Amém

Maria Alice Mendes disse...

Gostei muito desse tópico sobre a luz no olhar da santa-menina. Aliás, esse rosto se conservou até o final. Nas fotografias que a reproduzem, com 24 anos, está a mesma expressão, a mesma fisionomia de quando Teresinha tinha 8 anos. Excelente, essa pequena matéria.

Anônimo disse...

fiz uma novena a santa terezinha pois minha filha estava nanorando um rapaz ele era trabalhador fazia facudade e estava no 2 ano quando descubrinos que ele estava fumando droga mais minha filha era muito apaixonada por ele entao pedi a santa terezinha uma graça que esse nanoro termina-se um mes depois minha filha disse mae eu teminei com---- pois eu vi que nao e a pessoa creta para mim assim que cabei a novena recebi de uma mulhere que eu mal conhecia mum casamento o aranjo de bolo que eram rosa e disse ao meu marido santa terezinha vai me dar a graça que pedi 1 mes depois minha filha terninou com ele e nao sofreu como eu tinha medo porisso digo santa terezinha me atendeu isso ja faz tres anos hoje ela nanora um bom rapaz hoje sou devota desta santa que salvou ninha filha de um destino triste obrigada santa terezinha

Anônimo disse...

Minha amada Santinha! Linda, sempre transmitindo as pessoas a presença de Deus, e hoje, continua a transmitir o amor de Deus por nós e nos fazendo amar a Deus, que é bom e amoroso, nos tratando como seus filhos.... Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, rogai ao Bom Deus por todos nós!

Anônimo disse...

amo essa santinha