terça-feira, 6 de janeiro de 2009

No Japão, apoteose na beatificação de 188 mártires

Por volta de 30.000 pessoas assistiram em Nagasaki à beatificação de 188 mártires católicos mortos entre 1603 e 1639.

Após o início da evangelização do Japão por São Francisco Xavier, o número dos católicos cresceu admiravelmente.

O shogun Tokugawa, pagão, em 1614 expulsou os missionários, fechou o país aos estrangeiros, proibiu o catolicismo e mandou exterminar os fiéis.

Milhares de todas as classes sociais, inclusive samurais [foto de samurai com o terço no pescoço], foram decapitados, crucificados ou queimados vivos.

Muitos, entretanto, perseveraram privados de sacerdotes e igrejas, durante dois séculos e meio.

Em 1873 os missionários estrangeiros encontraram 26.000 descendentes dos “cristãos escondidos”.

Hoje os católicos japoneses são perto de 500.000 e pertencem sobre tudo às classes mais cultas.

O inferno tudo tentou para extinguir o catolicismo nipônico, mas fracassou.

Hoje o progressismo tenta desmontar a Igreja por dentro, mas no fim de tudo, verificar-se-á que foi em vão e que a Igreja ressurgirá com renovado esplendor.

(Extraído do blog Luzes da Esperança)

______________



-

Nenhum comentário: