quarta-feira, 3 de setembro de 2008

S.S. Bento XVI anuncia “solene ostensão do Santo Sudário” de Turim em 2010

S.S. Bento XVI anunciou que na primavera do ano 2010 haverá outra “solene ostensão do Santo Sudário” de Turim, a incomparável relíquia do lençol que envolveu o corpo do Redentor morto até a Ressurreição.

A ocasião suscita renovado interesse entre os cientistas que estudam o maravilhoso lençol.

A relíquia é exposta cada 50 anos. No ano 2000, de modo excepcional, por ocasião do Jubileu do milênio, também ficou exposta à veneração o ano todo.

Entretanto, o número dos fiéis que querem venerá-la só faz aumentar.

Para esse afluxo contribuiu em não pequena medida as continuadas e surpreendentes revelações das mais variadas ciências.

Com efeito, o Santo Sudário é um dos objetos mais analisados pelas ciências e sob os mais surpreendentes pontos de vista e com os mais sofisticados equipamentos e métodos.

As análises têm apresentado resultados de fazer cair o queixo, sobre tudo quando consideradas numa visão de conjunto.

E essa visão de conjunto aponta para uma realidade histórica: aquele lençol corresponde de modo virtualmente incontestável a Nosso Senhor.

E corrobora uma verdade da Fé: verdadeiramente aquele homem, quer dizer, Jesus Cristo ressuscitou.

Eis uma lista, aliás sumária, de algumas datas importantes na história dessa sagrada relíquia.

554 - Especialistas identificam a “imagem de Edessa” (atual Urfa, na Turquia) com o Santo Sudário.
944 - O Sudário de Edessa é transferido para Constantinopla.
1506 - O Papa Júlio II abençoa o Santo Sudário e autoriza seu culto.
1532 - (4 de dezembro): incêndio na sacristia da capela depositária do Santo Sudário. Uma gota de prata derretida queima um dos ângulos do tecido dobrado.
1534 - (15 de abril a 2 de maio): as religiosas clarissas de Chambéry a-plicam remendos triangulares, visíveis ainda hoje.
1898 - (25-28 de maio): o Santo Sudário é fotografado, pela primeira vez, por Secondo Pia.
1969 - (16-18 de junho) o Cardeal Michele Pellegrino nomeia comissão para examinar o Santo Sudário.
1973 - (23 de novembro): o Santo Sudário é exposto pela primeira vez através da televisão.
1988 - O Santo Sudário é submetido ao teste do carbono 14.
1992 - (7 de setembro): comissão de especialistas estuda metodologia correta para a conservação do Santo Sudário.
1993 - (24 de fevereiro): o Santo Sudário é transferido temporariamente para o altar principal da Catedral de Turim, devido ao trabalho de restauração da Capela Guarini.
1995 - (5 de setembro): o Cardeal Giovani Saldarini, Arcebispo de Turim e guardião do Sagrado Lençol, anuncia as próximas exposições da relíquia, em 1998 e no ano 2000.
1997 - (12 de abril): incêndio devasta a Capela Guarini, mas o Santo Sudário é salvo sem sofrer dano.
2000 ‒ Ostensão excepcional pelo Ano Jubilar.

(Fonte: Progetto S. Sindone – Cattedra di Informatica, (www.sda.unito.it/ned/sindone/sindhome.htm), La cronologia della S. Sindone.)

(Texto integral no blog Ciência confirma a Igreja)

_____________




-

Nenhum comentário: