quarta-feira, 27 de agosto de 2008

A surpresa de Megido e a igreja cristã mais antiga do mundo

Quando o coronel Sharon Shoan, comandante da prisão de segurança máxima de Megido ordenou aos presidiários empreenderem obras de escavação para ampliar as instalações jamais imaginou o que iriam a encontrar.

Ele sabia que a região é rica em vestígios históricos e os trabalhos foram supervisionados pela Agência de Antiguidades israelense (I.A.A. em inglês).

Na obra, trabalhavam prisioneiros de boa conduta.

Eles descobriram um grande mosaico que servia de piso daquela que, segundo alguns, poderia ser a mais antiga igreja católica do orbe.

O mosaico de Megido, porém, mais provavelmente é dos anos 240-241 d.C.

Nele há menções a Jesus Cristo como Deus, e o peixe, símbolo cristão.

A estrutura é típica de uma casa privada reformada para atender as necessidades litúrgicas de uma comunidade em aumento.

Encontra-se a inscrição com o nome de um centurião romano ‒ Gaianos, ou Porfírio ‒ provavelmente o benfeitor da obra.

Ele seria um exemplo da expansão do Cristianismo nas altas esferas do Império.

O Império pagão perseguiu a Igreja nascente até o Edito de Milão do ano 313 em que o juizoso imperador Constantino fez do cristianismo a religião oficial do Império que passou assim a ser cristão.

Os mosaicos representam também quatro mulheres e uma Missa.

(Extraído do blog Ciência confirma a Igreja)

____________



-

Nenhum comentário: