segunda-feira, 4 de agosto de 2008

Igrejas fechadas ou cedidas a muçulmanos

Segundo o diário espanhol "El País", a Igreja Católica alemã terá de vender ou alugar 25% de seus 24.500 imóveis para equilibrar seus déficits.

O progressismo alemão financiou boa parte das atividades da Teologia da Libertação e da subversão eclesiástica no Brasil e no mundo, enquanto se afastava das tradições católicas na Alemanha.

Em conseqüência, perdeu fiéis e doadores.

Stefan Förmer, porta-voz do arcebispado de Berlim, disse que igrejas e conventos se transformarão, na melhor das hipóteses, em “locais de eventos” ou museus e galerias de arte.

No mosteiro de Arenberg, as freiras aplicam “artes de relaxamento” e fazem “massagens”, práticas que repugnam à tradição e à pureza da vida religiosa.

Segundo o diário londrino “The Telegraph”, o mesmo se dá na Inglaterra.

Na Bélgica, o progressismo demolidor cogita um auge de profanação: ceder igrejas para os muçulmanos as transformarem em mesquitas [foto].

(Extraído do blog Luz de Cristo)

__________

O Boletim Última Semana quer manter contato com você. Clique aqui e receba em seu e-mail o aviso de atualizações.

-

2 comentários:

Connors disse...

Meu Deus do Céu!!. A que ponto chegamos, héim?. Acho que precisamos de um I.R.A. novamente, e não é só na Alemanha, não!. Aquí no Brasil também!!!

Anônimo disse...

Como pode uma pessoa temente a Deus desejar que "matemos" uns aos outros ??? é triste saber de fatos assim, mas isso depende de como tratar esse assunto não?!?!? com respeito as pessoas pricipalmente né ??? conhece os mandamentos ??? pois não parece !!!
Religião não se enfia "guela" abaixo ou se mostra como se fosse o mais novo isso e aquilo do mercado... religião, fé e adeptos se conquista com respeito.