quinta-feira, 10 de julho de 2008

Contra as drogas, o “casamento” homossexual e o aborto

Pesquisa “Datafolha” registrou que 76% dos brasileiros desejam que o uso de maconha permaneça proibido por lei. A maior taxa de apoio à descriminalização da maconha situa-se nas classes mais ricas (33%), e a maior recusa entre as mais pobres (82%).

Porém as esquerdas continuarão dizendo que a descriminalização é uma reivindicação popular; 45% dos entrevistados declararam-se contrários ao “casamento homossexual”, e 39% a favor; 68% querem que o aborto continue criminalizado no Brasil.

Este índice está em contínuo aumento: em 2006, os que defendiam a lei existente eram 63%, e 65% em 2007.

(Extraído de Agência Imprensa)

________________



-

Nenhum comentário: