terça-feira, 3 de junho de 2008

Catedral de VIENA: a bondade apoiada na força

A catedral de Viena durante à noite aparece fortemente iluminada.

Ela é composta de dois corpos de edifícios inteiramente distintos: uma torre enorme, mas muito delicada, esguia e forte ao mesmo tempo.

A força, o esguio e o delicado se compunham admiravelmente e se elevavam audaciosamente até uma altura de causar surpresa.

Ao lado disso, o corpo do edifício é bem mais baixo.

Como que apoiado na torre arrojada da catedral, parece com uma casa de família encostada numa fortaleza.

A casa de família, íntima, agradável, acolhedora, afável, distinta, digna, muito bela, mas o que têm de melhor nela é o arrojado da torre na qual ela se amparava.

Seria um pouquinho como esposa e esposo. O esposo é a torre: forte, enérgico, batalhador; a esposa delicada, mãe de família, amorosa, etc.

De maneira que a colaboração da bondade com a força dá a figura do estado temperamental de quem exerce a autoridade.

Por este símbolo se deixa ver a autoridade da Igreja, que é a autoridade das autoridades.

Sem a Igreja não há nenhuma autoridade que prevaleça durante o tempo necessário com o fundamento necessário, etc.

Então, a catedral representa a autoridade da Igreja apoiada na autoridade do Estado, e também a autoridade da mãe apoiada na autoridade do pai, e a autoridade da imperatriz apoiada na do imperador.

(Extraído do blog Catedrais Medievais)

_____________________________________



-

Um comentário:

Suelly Marquêz disse...

CDO.Message.1 error '80040213'

erro ao fazer a oração acender a vela de sete, dias, peço por caridade, pedir a regularização dosite do sagrado coração de JEUS,
OBRIGADA, UMA DEVOTA ECONSAGRADA, HA DUASSEMANAS COM PROBLEMAS,
SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS EU CONFIO EM VÓS
SUELLY