sábado, 12 de janeiro de 2008

Quando se deixa de observar a Moral Católica dá nisso:

Folha de S. Paulo, sexta-feira, 4 de janeiro de 2008
Tendências / Debates

Planejamento familiar para pobres

Hélio Bicudo

O jornal O Estado de S. Paulo do último dia 2/12, em seu caderno de cultura, estampou manchete em que se dizia frase atribuída ao médico Drauzio Varella: Brasil: controle familiar urgente. Foi, aliás, o cabeçalho da entrevista por ele concedida ao periódico.

Ora, é por demais sabido que os índices de natalidade no Brasil vêm caindo vertiginosamente. De 4% a 5% há cerca de 15 anos, temos hoje uma taxa de crescimento que não vai além dos 2%, nem sequer alcançando 3%.

Nos segmentos A e B da sociedade, os casais não têm filhos ou não têm mais que um ou dois. Se as pessoas mais pobres seguissem na mesma trilha, teríamos, o que é insustentável para um país de dimensões continentais em desenvolvimento, taxas negativas de natalidade e, em conseqüência, um país envelhecido, sem élan para o crescimento social, cultural e econômico.

Nenhum comentário: