domingo, 5 de julho de 2009

O Dogma do Purgatório

O Pe. Francisco Xavier Schouppe S.J., missionário jesuíta que viveu em fins do século XIX e início do XX, foi um profícuo autor de obras de caráter teológico e exegético bíblico.

Deixou vários livros populares, dentre os quais destaca-se um sobre o Purgatório, do qual extraímos os textos abaixo. Das obras que escreveu, esta é a mais conhecida e recomendada.

O Dogma do Purgatório é muito esquecido pela maioria dos fiéis; a Igreja Padecente — onde há tantos irmãos para socorrer, e para onde sabem que um dia devem ir —, parece-lhes terra estranha.

Esse verdadeiramente deplorável esquecimento constituía um grande sofrimento para São Francisco de Sales: "Hélas", disse esse pio Doutor da Igreja, "nós não nos lembramos suficientemente de nossos caros falecidos; sua memória parece esvanecer-se com o som fúnebre dos sinos".

As principais causas disso são ignorância e falta de fé; nossas noções sobre o Purgatório são muito vagas, nossa fé é muito fraca.

Então, para que nossas idéias se tornem mais precisas e nossa fé vivificada, devemos olhar mais de perto essa vida além túmulo, esse estado intermediário das almas justas ainda não dignas de entrar na Celeste Jerusalém.

O Purgatório ocupa um importante lugar em nossa santa Religião: forma uma das principais partes da obra de Jesus Cristo, e representa um papel essencial na economia da salvação do homem.

Lembremo-nos de que a Santa Igreja de Deus, considerada como um todo, é composta de três partes: a Igreja Militante [nesta Terra], a Igreja Triunfante [no Céu] e a Igreja Padecente ou Purgatório.

Essa tríplice Igreja constitui o Corpo Místico de Jesus Cristo, e as almas do Purgatório não são menos seus membros que os fiéis na Terra e os eleitos no Céu. .... Essas três igrejas-irmãs mantêm incessantes relações entre si e uma contínua comunicação, que denominamos a Comunhão dos Santos.

Rezar pelos falecidos, fazer sacrifícios e sufrágios por eles, forma parte do culto cristão, e a devoção pelas almas do Purgatório é a que o Espírito Santo infunde com caridade nos corações dos fiéis. "Santo e salutar pensamento é rezar pelos mortos", diz a Sagrada Escritura, "para que sejam purificados de seus pecados" (II Mac. 12, 46).

A Justiça de Deus é terrível, e pune com extremo rigor mesmo as faltas mais triviais. A razão é que tais faltas, leves a nossos olhos, não o são diante de Deus. O menor pecado desagrada-O infinitamente, e, por causa da infinita Santidade que é ofendida, a menor transgressão assume enorme proporção e exige enorme expiação. Isso explica a terrível severidade das penas da outra vida, e deveria nos penetrar de santo temor.

Purgatory — Illustrated by the Lives and Legends of the Saints, versão norte-americana da TAN Books and Publishers, Inc., Rockford, Illinois, 1973, pp. V e ss.

(Texto extraído de Cultura Católica)

_______________________________


Nosso Senhor disse à Santa Faustina Kowalska:
“Pela recitação deste Terço agrada-Me dar tudo o que Me peçam...”

_

3 comentários:

Anônimo disse...

O pecado nãoexiste, é o que pensam muitos católicos em suas igrejinhas.
É melhor achar que não há pecado, assim peco não pecando. É complicado.
Essa exoplição sobre pirgatório é povidencial. São justos que neste mpmento ainda não podem entrar no céu. Cada dia que passa agradeço a Deus por ter sido educada numa família católica que transmitiu preceitos e temor a minha geração.
Fiquei 20 anos afastada da Igreja. Hoje relembro a evangelização de minha vó, mãe e tias quão generosas foram em suas exoplicações e demonstração de amor a Deus e ao próximo. Sou a filha pródiga, a que foi curada de doença física e convertida para a sua própria Ugreja. Sou aquela que quer amar servindo. Obrigada meu Deus, por me dar a nós a chance do purgatório. Amém

Cleusa disse...

Eu só tenho a agradecer a Meu Jesus e Santa Maria,e principalmente a Deus por ter colocado em minha vida.Jesus e Maria,tudo que peço,sou atendida.Estava com sangramento que demorava muito a passar,fiquei com o sangramento por tres meses,hj estou curada Graças a Deus,e nossa senhora.

Anônimo disse...

Certo dia , recebi uma escrito de ua pessoa que leu um livro onde explica as profundezas do inferno e quais são os pecados e atitudes que devemos cuidar para não comete-los , pois apos a nossa morte não teriamos mais como salvar nossa alma , logo vi que neste não parecia o purgatorio para as almas que militam neste mundo e irão se purificar ainda mais para a entrada para a vida eterna . Graças a Deus conto com na vida com Nossa Mae santissima para me carregar ate mesmo no dia de minha Morte , pois crio demais na infinita mirsericordia de Deus e na sua bondade e nos ensimantos de Jesus para eu conviver e viver para um dia chegar a Gloria de Deus ...Irmão nunca se esqueça de Deus ,.. Ele te acoradrá , na infancia madrugada ou de manha),juventude a tarde),adultos e velhos (a noite).Atenda-o esta te chamando para a salvação !!!! bjos em vossos corações ...obs a proposito se alguem tiver relatos ou livro de instrução de que é o prugatorios ou algo relacionado por gentilesa entr em contato comigo .......!Paz e Bem!