quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Juíza italiana autoriza seleção de embriões

(O Estado de S. Paulo, quarta-feira, 26 de dezembro de 2007)

EFE

Um casal italiano obteve autorização da Justiça para selecionar embriões antes de fazer uma inseminação artificial. Eles temiam que o filho pudesse contrair uma doença hereditária que provoca o alargamento dos ossos. O centro de fertilização havia se recusado a fazer o teste baseado na lei italiana, que não permite diagnóstico embrionário.

A juíza Isabella Mariani, do Tribunal de Florença, sentenciou que o exame de embriões pode ser legalmente realizado quando houver risco de transmissão de doenças genéticas graves. A decisão, que abre precedente, reacendeu o debate em torno da regulamentação sobre a manipulação de embriões. A legislação da Itália, aprovada no governo de Silvio Berlusconi, é considerada uma das mais restritivas da Europa.

Nenhum comentário: