domingo, 6 de dezembro de 2009

6 de dezembro, dia de São Nicolau, o Papai Noel

São Nicolau de Bari, bispo de Mira, na Ásia Menor (ano 324), durante a perseguição de Diocleciano foi preso e torturado por ser cristão, mas não chegou a ser martirizado.

Participou do Concílio de Nicéia, no qual foi condenada a heresia ariana.

Na abertura desse concílio, o imperador Constantino ajoelhou-se diante de São Nicolau e de outros santos varões que haviam padecido na última perseguição, e beijou com respeito suas gloriosas cicatrizes.

É um dos santos mais populares da Igreja, tanto no Oriente quanto no Ocidente.

Suas relíquias foram transportadas para Bari, no sul da Itália, onde até hoje são objeto de grande veneração.

Em 1993, arqueólogos descobriram na ilha de Gemile, Turquia, um centro de peregrinações composto de quatro igrejas, um caminho processional e uma quarentena de prédios em torno do primeiro túmulo de São Nicolau († 326).

O conjunto foi arrasado pelo furor maometano, mas as relíquias do santo foram salvas e levadas a Myra, e hoje se veneram em Bari (Itália).

A história do santo bispo, que numa noite de Natal lançou pela janela os dotes a três moças pobres, possibilitando assim seu casamento, está na origem da tradição dos presentes natalinos.

A grosseira deturpação hodierna de São Nicolau não desqualifica em nada essa bela tradição.

_________________



-

Nenhum comentário: