quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Católicos se mobilizam em defesa da vida

Católicos reagem bravamente contra proposta sanguinária de liberação de aborto no Brasil

Ao rezar a “Salve Rainha”, a última súplica que se dirige à Mãe de Deus é: Rogai por nós Santa Mãe de Deus, para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Semana passada os participantes da Associação Sagrado Coração de Jesus fizeram jus a essa oração e mostraram que têm mesmo dignidade para receber todo amparo prometido por Nosso Senhor.

Os devotos que participam deste Apostolado revelaram seu valor cristão ao reagir de maneira imediata e contundente às declarações preconceituosas e à apologia da prática de aborto, propaladas por Sérgio Cabral Filho, Governador do Rio de Janeiro.

Participando maciçamente da campanha de protesto encetada por este Apostolado os participantes da ASC mostraram que no Brasil há respeito aos Mandamentos da Lei de Deus e, aqui, não se admite assassinato de inocentes no local onde lhe é devida a maior proteção: o ventre de suas próprias mães.

A interrupção da gravidez vem sendo debatida apenas como um direito da mulher, sem se considerar a vida da criança gerada no ventre materno. Graças a essa manobra dos abortistas a liberação desse crime já se impôs em países tradicionalmente católicos como Portugal e Espanha.

O fato de que a liberdade de abortar implica ceifar uma vida humana, de forma violenta e cruel, nunca é lembrado pelos defensores dessa prática abominável. A imagem de uma criatura humana trucidada, com os membros arrancados e banhada em sangue, resultado corriqueiro da interrupção forçada de uma gravidez, certamente seria suficiente para desvelar a hediondez desse ato.

Exatamente por isso políticos, que não têm compromisso nem com Deus e nem com a vida, defendem o aborto como sendo um “direito” de escolha – ou como “Política de Segurança Pública”, segundo a macabra proposta de Sérgio Cabral.

Nós católicos precisamos ficar atentos a essas dissimulações dos maus políticos, e não podemos nos deixar enganar. É necessário ter consciência de que aborto é um atentado contra a vida, portanto é uma ofensa a Deus e um golpe no Sagrado Coração de Jesus e no Coração Imaculado de Nossa Senhora, Mãe espiritual de todo cristão.

Sejamos dignos das promessas de Nosso Senhor: defendamos a vida e digamos não ao aborto!

3 comentários:

maria disse...

as pessoas que são tementes a Deus tem mesmo q se manifestar contra certas atrocidades q os politicos querem transformar em praticas legais simplesmente votando leis. Como se as leis tivessem autoridade tb sobre as doutrinas de Deus. Eu abomino a legallidade do aborto assim como o casamento homossexual.

highskill disse...

movimentos abortistas, gayzistas, e outros absurdos q estão vindo por aí, são fruto de organizações de esquerda q já planejam coisas desse tipo há muito tempo, cujo objetivo é desestruturar a sociedade, acabar com os valores judaico-cristão, implantando o caos para depois virem com a desculpa q esse tipo de sociedade não funciona e q eles têm a solução.....acontece q aqui no Brasil eles JÁ estão no poder pelo menos desde FHC, q é esquerdista devoto de Antônio Gramsch e estão fazendo trapalhadas atrás de trapalhadas com esse intuito.
Pena q nosso povo seja tão desinteressado pela verdadeira cultura, ou talvez nem saiba q ela exista. Mesmo assim, nosso povo, q é maciçamente cristão, um dia vai acordar e botar esses esquerdistas adoradores de che guevara para bem longe daqui; e aí o Brasil vai verdadeiremente prosperar....quanto ao serginho cabral, sem comentários

Ana disse...

A decisão sobre efetuar um aborto, não é uma decisão que se tome de animo leve, pois ela acarreta graves consequências para ambas as partes, quer para a mãe, quer para o filho, quer mesmo para o pessoal que efectua o aborto. Podemos ainda afirmar que a questão do aborto não é de forma alguma uma questão de âmbito religioso, científico, jurídico ou de qualquer outro. É, sim, uma questão que se prende com o respeito que se tem pela dignidade da vida humana.