segunda-feira, 24 de setembro de 2007

Livro didático distribuído pelo MEC faz propaganda comunista e ridiculariza princípios cristãos

Onde vai parar a educação de nossas crianças? A sociedade já padece de uma terrível decadência religiosa, e o MEC ainda estimula isso!

Na edição do dia 18/09/07 do jornal O Globo, o jornalista e sociólogo Ali Kamel denuncia uma verdadeira lavagem cerebral promovida pelo MEC (Ministério da Educação e Cultura) através de uma coleção de livros de história adotada, principalmente, por escolas públicas.

O jornal O Estado de São Paulo (20/09/07) informa que essa coleção de livros, de autoria de Mario Schmidt, vem sendo utilizada há 10 anos. O mesmo jornal estima que 20 milhões de estudantes já tenham sofrido a influência malsã desta coleção, severamente criticada pelos educadores mencionados no referido jornal.

Meninos e meninas, que não atingiram sequer a puberdade, têm estudado uma obra que qualifica ditadores ateus como heróis e chama de “experiência socialista muito original” os assassinatos em massa praticados por governantes comunistas.

Ideologicamente afinado com idéias marxistas, os livros distribuídos pelo MEC fazem propaganda explícita de ditadores comunistas como Fidel Castro, Stalin e Mao Tse-tung. Ateus declarados, estes três os ditadores são conhecidos pela intolerância política caracterizada pelo assassinato e tortura de seus opositores.

Nas obras distribuídas pelo MEC até mesmo a devassidão moral de Mao Tse-tung é apresentada como sendo uma qualidade do ditador chinês. A hostilidade aos idosos patrocinada por Mao Tse-tung, que incluía xingamentos e cusparadas em pessoas consideradas velhas, é descrita na obra de forma cômica, como se pretendesse despertar o riso do aluno ao invés de indignação.

Integrantes da Associação Apostolado do Sagrado Coração (ASC) já iniciaram uma grande onda de protesto contra esses livros distribuídos pelo MEC.

Reges Negrelli, porta-voz da ASC, faz um apelo:
“Você que é católico não pode permitir que nossas crianças sejam envenenadas com exemplos de ateísmo, que sejam ensinadas a cuspir em velhos e a assassinar pessoas”.

Reges também conclama "os brasileiros de fibra e boa índole moral" a protestar veementemente junto ao MEC pela distribuição do que ele classifica de "pérfido material didático".

Faça você também o seu protesto:
Se possível, envie uma cópia de seu protesto para o e-mail de Reges Negrelli, o coordenador de campanhas da Associação Apostolado do Sagrado Coração de Jesus, o endereço é: regesasc@gmail.com

Nenhum comentário: